Estados e Capitais do Brasil
 

Região Norte


  

Região Norte

A Região Norte do Brasil é a mais extensa com 3.869.637 km² e possui sete estados: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Além de ser a maior região territorial, nela está localizada os dois maiores estados do Brasil: Amazonas e Pará, respectivamente. As cidades de Altamira, Barcelos e São Gabriel são as maiores cidades do Brasil em área territorial, tendo cada uma, mais de 100.000 km², sendo maiores que os estados de Sergipe, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Alagoas juntos. Apesar de ser a maior região do Brasil, é a menos povoada. A região faz divisa ao sul com Mato grosso, Goiás e a Bolívia, ao norte faz divisa com Venezuela, Suriname, Guiana, Guiana Francesa, ao leste com Maranhão Piauí e Bahia e a oeste com Peru e Colômbia.

Relevo

A Região Norte está situada na região geoeconômica da Amazônia, entre o Maciço das Guianas, a Cordilheira dos Andes, o Planalto Central e o Oceânico Atlântico. O relevo da Região Norte pode ser dividido em três partes:

  • Planícies e Terras Baixas Amazônicas: Apesar de ser conhecido por planícies, apenas uma pequena margem do Rio Amazonas, e alguns pequenos trechos em partes elevadas, são propriamente ditas planícies. Essa parte é dividida em três subgrupos:
    • Igapós: São as partes mais baixas, constantemente inundadas pela cheia do Rio Amazonas;
    • Tesos ou terraços fluviais (Várzeas): Possuem altitudes menores que 30 metros e são inundadas pelas cheias mais fortes;
    • Terra firme: Podendo chegar a até 350m de altitude, está livre das inundações. A composição do terreno é basicamente de arenito;
  • Planalto das Guianas: É uma formação de relevo constituída basicamente por terrenos cristalinos. Ele vai do Brasil até a Venezuela e as Guianas. Na fronteira desses países encontra-se a Região Serrana, onde está localizada a Serra do Imeri, Parima, Pacaraima, Acaraí e Tumucumaque. É na Região Serrana que encontramos o pico mais alto do Brasil, o Pico da Neblina, na Serra do Imeri, na Região Norte do estado do Amazonas;
  • Planalto central: Fica na parte sul da região, abrangendo o estado do Amazonas, Pará, Rondônia e Tocantins. Sua constituição é feita por terrenos cristalinos e sedimentos antigos, sendo mais elevado ao sul e no Tocantins;

Clima

O clima da Região Norte é bastante úmido, sendo um clima equatorial. As temperaturas são elevadas durante o ano todo, com baixa amplitude térmica, com exceção de algumas localidades de Roraima e Acre onde ocorre o fenômeno La Niña, que permite que massas de ar frio vindas do oceano Atlântico entrem na região pelo Mato Grosso até chegar nesses estados, abaixando sua temperatura. Isso ocorre porque o calor da Amazônia permite que exista uma área de baixa latitude que atrai massa polar.

As chuvas na Região Norte são constantes, possuindo um período de estiagem de junho a novembro. As maiores incidência de chuvas são nas áreas do litoral do Amapá, foz do Rio Amazonas e algumas partes da Amazônia Ocidental. As chuvas de convecção ou de “hora certa” são características da região.

Vegetação

É na Região Norte que está localizado o maior ecossistema do mundo: a floresta Amazônica. Podem encontrar outras características da sua vegetação: mangue no litoral e algumas faixas de cerrado.

A Amazônia equivale a mais de um terço das reservas florestais do mundo. Suas principais características são as árvores grandes e largas (espécies latifoliadas), próximas uma das outras e unidas por cipós e epífitas (vegetais que se apóiam em outros). Por causa do clima, quente e chuvoso, favorece o crescimento de plantas e a reprodução de animais durante todo o ano, fazendo com que a floresta Amazônia possua a flora mais variada do planeta.

Existem algumas variações na floresta Amazônica de acordo com o local. Próximo aos rios, onde a inundação é permanente a vegetação é mais baixa chamada de mata de igapó. Nas chamadas mata de Várzea onde a inundação não é permanente começam a surgir árvores mais altas. Sem considerar a devastação, a floresta Amazônica ocupa mais de 90% da Região Norte.

Na ilha de Marajó, a maior ilha de água fluviomarinha do mundo, e no vale do Rio Amazonas encontramos às formações rasteiras de Campos da Hileia que, nos períodos de cheias dos rios, ficam inundadas. Já em Tocantins, Rondônia e Roraima existem grandes extensões de cerrado.

Hidrografia

A hidrografia da Região Norte é bastante rica, possuindo a maior bacia hidrográfica do mundo, a Bacia Amazônica, formada pelo rio Amazonas e seus afluentes. Por causa da sua grande extensão, o rio Amazonas possui três portos, um deles está localizado em Manaus, capital do Amazonas.

Na foz do rio Amazonas acontece um fenômeno natural chamado pororoca, uma onda contínua de até cinco metros formada na subida da maré. Na Região Norte ainda podemos encontrar a Bacia do Tocantins e em um dos seus rios (rio Tocantins) está instalada uma das maiores usinas hidrelétricas do mundo, a Tucuruí.

População

Apesar de ser a maior região do Brasil, sua densidade demografia é de apenas por volta de 4,7 habitantes por km². Suas principais cidades são Manaus (capital do Amazonas), Belém (capital do Pará), Porto Velho (capital de Rondônia), Macapá (capital do Amapá), Rio Branco (capital do Acre), Boa Vista (capital de Roraima), Palmas (capital do Tocantins), Ananindeua, Marabá, Santarém, entre outras. A economia da região baseia-se nas atividades industriais, extrativismo mineral e vegetal, agricultura, pecuária e o turismo.


Estados da região

# Sigla Estado Capital
AC Acre Rio Branco
AP Amapá Macapá
AM Amazonas Manaus
PA Pará Belém
RO Rondônia Porto Velho
RR Roraima Boa Vista
TO Tocantins Palmas