Estados e Capitais do Brasil
 
Mato Grosso do Sul

Mato Grosso do Sul


1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (26 voto(s), média: 3,54 de 5)

O Mato Grosso do Sul é um dos quatro estados que compõem a região Centro-Oeste do Brasil. Faz divisa com Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso, São Paulo e Goiás, além de fazer fronteira com a Bolívia e o Paraguai. Possui uma área maior que a Alemanha, cerca de 360 mil km², e população superior a dois milhões de habitantes. A cidade com a maior concentração populacional é a capital, Campo Grande.

Até 1977 o estado fazia parte do território do Mato Grosso. A divisão aconteceu graças a um processo demorado que levou em consideração fatores socioeconômicos, culturais e políticos. A data oficial da criação do novo estado, 11 de outubro de 1977, tornou-se um marco de independência na região. Enquanto alguns condenam a divisão, outros defendem que o ato serviu para impulsionar o desenvolvimento nos dois estados.

O estado não possui grandes altitudes em seu relevo. Quanto às condições climáticas, predomina o clima tropical, com verão chuvoso e inverno seco. Ao sul as geadas são comuns, ocorrendo, em média, três vezes por ano. Quanto à vegetação, o estado é coberto em grande parte pelo cerrado, entretanto há a presença de Mata Atlântica, Mata Mesófila e dos Pampas em algumas regiões.

O Mato Grosso do Sul cresce de forma acelerada. Esse fato não se deve à taxa de natalidade, mas à alta quantidade de migrantes oriundos de outros estados e imigrantes vindos dos países vizinhos. O reflexo disso é que mais de 30% da população é composta de pessoas que não nasceram no estado. Nele se encontra o segundo maior número de habitantes ameríndios do Brasil, mas são várias as etnias espalhadas pela região. O grande número de descendentes ameríndios e da população imigrante paraguaia são fatores que contribuem para a predominância de pardos.

É um dos estados brasileiros que apresenta a maior taxa de urbanização do país, superior a 85%. Mesmo com a forte influência das atividades rurais, o crescimento urbano anda em paralelo com a agropecuária. A região na qual o estado está localizado favorece o seu desenvolvimento econômico, já que o faz vizinho dos grandes centros produtores e consumidores brasileiros, assim como também o favorece a proximidade com a Bolívia e o Paraguai. A principal área econômica do estado se encontra na Bacia do Paraná, graças ao solo fértil, áreas florestais, meios de transporte eficientes e proximidade com a região Sul.

A economia do Mato Grosso do Sul é baseada na produção rural, extração mineral e prestação de serviços. O estado possui um dos maiores rebanhos bovinos do país. A infraestrutura econômica permite ao Mato Grosso do Sul exercer a função de redistribuir produtos vindos dos grandes centros consumidores para a região Centro-Oeste e a região Norte do Brasil.

Em relação ao turismo, o Mato Grosso do Sul é conhecido pela biodiversidade, encontrada no Complexo do Pantanal e no Parque Nacional da Serra da Bodoquena. Além da capital, Campo Grande, as principais cidades turísticas são Bonito, Jardim, Corumbá, Bela Vista e Aquidauana. A cultura é marcada pelas várias contribuições das migrações ocorridas. O estado possui uma bebida típica muito peculiar, o tereré, que é feito à base de erva-mate de origem pré-colombiana e nativa do Planalto Meridional do Brasil. O Mato Grosso do Sul é o maior produtor de erva-mate da região Centro-Oeste.