Estados e Capitais do Brasil
 
Rio Grande do Norte

Rio Grande do Norte


1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (7 voto(s), média: 3,71 de 5)
Loading...

O Rio Grande do Norte é uma das 27 unidades federativas do Brasil, localizada na Região Nordeste. O estado tem o melhor IDH, expectativa de vida e renda per capita de toda a Região, inclusive a expectativa de vida ultrapassa a média nacional. Em sua bandeira há uma representação da estrela Shaula. Por conta de sua localização, o Rio Grande do Norte é conhecido por ser a “esquina” do continente. É muito importante para o turismo brasileiro e é o principal produtor de sal de todo o País.

As primeiras expedições ao território que hoje corresponde ao estado se deram no ano de 1501, logo após o descobrimento do Brasil. Contou, inclusive, com a participação de Américo Vespúcio. A Capitania do Rio Grande, como foi denominado aquela faixa de território, foi doada em 1535 para João de Barros, porém a resistência de indígena e o contrabando de pau-brasil por piratas franceses atrapalharam a colonização. O marco da expulsão dos franceses está no término da Fortaleza dos Reis Magos, também conhecida como Fortaleza da Barra do Rio Grande, que aconteceu 1598. Em 1599 foi fundada a cidade de Natal, atual capital do estado.

Conhecido como “esquina do continente”, o estado é o mais próximo da Europa e da África, por conta disso foi usado como ponto de apoio na Segunda Guerra Mundial. O relevo, em sua maior parte, formado por planícies, há presença de áreas de dunas que também são um grande atrativo turístico. O planalto da Borborema se estende até o Rio Grande do Sul também. O clima tropical é o predominante na região, podendo ser chuvoso com verões secos ou com invernos secos. A área total do estado é de 52,8 mil km² aproximadamente, e é estimado que vivam 3,4 milhões de habitante no território estadual, o que gera uma densidade demográfica média de 64,5 hab/km².

A extração de minerais e de petróleo é uma das mais importantes atividades econômicas do estado, principalmente a produção de sal: o Rio Grande do Norte é responsável por cerca de 95% de todo o sal brasileiro. A agropecuária também tem sua força, destacando-se a produção de carne e ovos, abacate, algodão e banana. O turismo também é essencial para a economia do estado, as praias de Barra do Cunhaú, o Parque Turístico Ecológico Dunas de Genipabu, o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno, o Parque das Dunas e a Fortaleza dos Reis Magos são alguns dos pontos turísticos.

Seja pelo folclore, pelas culinária típica potiguar ou pelo artesanato, a cultura do estado do Rio Grande do Norte se faz presente em toda parte do estado. Alguns eventos também são bem tradicionais, como as vaquejadas, o Carnatal, as festas juninas e o Bumba meu boi.