Estados e Capitais do Brasil
 

Culinária do Rio Grande do Sul


1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (19 voto(s), média: 3,47 de 5)

O churrasco, a carne de charque – que é consumida em fins de semana e festas familiares, quase como um ritual – e os pratos de origem italiana e alemã, trazidos pelos imigrantes são tradições na gastronomia do Rio Grande do Sul. A batata, por exemplo, foi um dos alimentos que passou a ser cultivado no nosso País a partir da chegada dos colonos alemães, que introduziram comidas típicas da sua própria cultura. As massas, o consumo de frango e as polentas são heranças italianas que ganharam seu lugar na culinária gaúcha a partir de 1875, juntamente com o consumo e produção de vinho, que, posteriormente, passou a ser a principal atividade econômica da região.

Charque

CharqueÉ um dos alimentos mais consumidos pelos gaúchos. O hábito de comer charque se iniciou quando os tropeiros voltaram para o Rio Grande do Sul e se depararam com milhares de cabeças de gado circulando livremente pela região. Então, começaram a matá-los para retirar o couro cru e vender nos outros estados. Para usar a carne como alimento e conservá-la em suas viagens longas, eles a rolavam em sal grosso para desidratá-la.


Arroz de carreteiro

Arroz de carreteiroDe fácil preparo, composto basicamente de arroz cozido com pedaços de charque picados, o arroz de carreteiro é mais um prato derivado da abundância de carne na região. Era o único prato que os carreteiros podiam preparar sozinhos, por conta da simplicidade e da resistência à longa viagem.


Churrasco

ChurrascoFoi natural o processo da carne assada sobre um fogo de chão se tornar o prato tradicional da região, tendo em vista que o Rio Grande do Sul foi a primeira maior área de criação bovina no país. Preparado a partir da carne espetada e pousada sobre a brasa, o churrasco é uma refeição fácil de preparar, levando poucos ingredientes: apenas o sal grosso e a carne.


Chimarrão

ChimarrãoO chimarrão é uma bebida característica da Região Sul, com herança das culturas indígenas guarani, caingangue, quíchua e aimará. Trata-se de um preparado semelhante a um chá, feito com mate amargo e bebido numa cuia através de uma espécie de canudo metálico, a bomba.


Mini Mundo - Gramado/ RS Catedral de Nossa Senhora de Lourdes - Canela/ RS Usina do Gasômetro - Porto Alegre/ RS Museu de Arte do Rio Grande do Sul - Porto Alegre/ RS Cascata do Caracol - Canela/ RS Parque da Guarita - Torres/ RS