Estados e Capitais do Brasil
 

Pontos Turísticos do Rio Grande do Norte


1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (2 voto(s), média: 3,50 de 5)

Visto sua abundante riqueza de atrações naturais, o fato de ser um estado nordestino e de ter um clima tropical agradável, o Rio Grande do Norte tem o turismo como uma das principais atividades econômicas. Ocupando o posto de segunda fonte de renda estadual, ele é responsável também por alavancar o desenvolvimento do estado. Estrategicamente, o governo estadual criou cinco pólos turísticos, uma forma de interiorizar o turismo, para que este não fique concentrado em Natal e arredores. São eles: Pólo Costa das Dunas, Pólo Costa Branca, Pólo Seridó, Pólo Serrano e Pólo Agreste/Trairí. Veja a seguir alguns pontos turísticos do Rio Grande do Norte.

Genipabu

Genipabu

Localizado no município de Extremoz, a 20 km do Centro de Natal, O Parque Turístico Ecológico Dunas de Genipabu (ou Jenipabu) engloba uma praia, um grande complexo de dunas, uma lagoa e uma área de proteção ambiental. A região conta com uma boa infraestrutura de hotéis, pousadas, restaurantes, barracas de praia, passeios de buggy, jangadas e dromedários.


Forte dos Reis Magos

Forte dos Reis MagosReaberta à visitação, A Fortaleza dos Três Reis Magos é a mais antiga construção do estado do Rio Grande do Norte. Após receber a cessão do Ministério do Planejamento, o prédio passou a ser administrado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 2013. Recebe visitantes de todos os cantos do Brasil e também é chamado de Forte dos Reis Magos. Estudos o apontam como um patrimônio autossustentável, já que o forte detém o título de segundo maior em arrecadação entre os monumentos históricos do País.


Maior Cajueiro do Mundo

Maior Cajueiro do MundoLocalizado a cerca de 25 km da capital potiguar, no município de Parnamirim, Região Metropolitana de Natal, a praia de Pirangi foi presenteada com uma obra curiosíssima da natureza: o Maior Cajueiro do Mundo. O tamamho da copa da árvore corresponde a um agregado de 70 cajueiros de porte normal e ocupa uma área de 8.500 m², sendo um dos cartões postais mais visitados no Brasil. A árvore foi registrada no Guiness Book no ano de 1994.


Teatro Alberto Maranhão

Teatro Alberto MaranhãoSob a direção do major Teodósio Paiva, o teatro foi projetado pelo engenheiro José de Berredo e teve suas obras inciadas em 1898. Foi inaugurado no ano de 1904, e na época era denominado Teatro Carlos Gomes. Hoje, é um monumento tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Rio Grande do Norte.