Estados e Capitais do Brasil
 
Roraima

Roraima


1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (9 voto(s), média: 4,44 de 5)
Loading...

O Roraima é o estado mais ao norte do Brasil, pertence à Região Norte e faz fronteira com a Venezuela e Guiana. Sua história tem uma relação muito forte com a bacia do rio Branco, e foi uma área muito cobiçada por holandeses e ingleses. O nome “Roraima” vem de origem indígena, e tem vários significados, entre eles “Serra verde” ou “monte verde”. O estado já foi parte do Amazonas e já teve o nome de Território Federal do Rio Branco, devido a importância que o rio tem para a região.

O Roraima tem um território um pouco maior que 224 mil km², e sua densidade demográfica é de quase 2,3 hab/km². Uma boa parte de sua área é coberta por floresta amazônica, mas este não é o único tipo de vegetação da região, em sua parte central o tipo predominante é a savana, ou lavrados. Ao norte a vegetação vai mudando devido a presença das serras altas. O clima no local é bem parecido com o do resto dos estados da Região Norte, ou seja, com um inverno um pouco mais seco e o verão úmido e com chuvas. A bacia do Amazonas e do Rio Branco fazem parte da hidrografia do estado e são as suas principais bacias hidrográficas.

Cerca de metade do território do estado é de reservas indígenas, e quase 8,5% são de áreas de preservação ambiental. O Roraima é o segundo estado com maior percentual de áreas protegidas, seja por reserva indígena ou ambiental, perdendo apenas para o Amapá. O relevo do estado é predominantemente plano, e a maioria do estado está a altitudes inferiores a 200 metros acima do nível do mar. As estruturas geológicas que mais se destacam são o Planalto Ondulado, que é parte do planalto das Guianas, e o Monte Caburaí, é o ponto mais ao norte do país.

Mesmo crescendo, Roraima está entre os estados brasileiros com o menor PIB, e por muito tempo foi pior neste quesito. As atividades econômicas que se destacam no local são: agricultura, pecuária, extrativismo e a exportação. O setor terciário também tem uma participação importante na economia roraimense, mas não se compara com os outros dois.

A cultura roraimense tem influencias de diversas etnias diferentes, entre elas portugueses, índios e negros. Estas três que são consideradas as etnias bases para a formação da sociedade e culturqa brasileira são bem óbvias, mas há algumas características da cultura dos Países Baixos e da Inglaterra. Boa parte da cultura também vem da região nordeste do Brasil, com os migrantes nordestinos que colonizaram a região.

A literatura e o folclore de Roraima é um pouco de cada uma das regiões brasileiras, em especial a nordestina. As crenças dos índios também se fazem forte na produção do folclore da região. As manifestações culturais tradicionais, como a música, dança e o teatro, tem aspectos muito fortes do folclore. Um exemplo de folclore que tem muito força no local é o boi-bumbá.

O estado tem um forte potencial de ecoturismo, principalmente por fazer divisa com outros países da America Latina e pelas belezas naturais do local. A arqueologia também tem força em Roraima, a Pedra Pintada é um dos sítios arqueológicos mais importantes do país, e tem resquícios de milhares de anos de homens pre-históricos que viveram naquele local. O Monte Roraima também é um ponto importante para o turismo, trazendo gente de todo o mundo e com os mais diversos objetivos.